Bateria-mirim da Ururau da Lapa

Destaques - Campos dos Goytacazes


 

Galeria de Fotos

< >

Navegue pelo Mapa

A bateria-mirim da Escola de Samba Ururau da Lapa, uma das mais tradicionais do carnaval campista, foi criada em dezembro de 2011. Os objetivos principais eram o de investir em novos ritmistas para a renovação de componentes da bateria principal e o de tirar as crianças da rua.

Bateria-mirim Ururau da Lapa. Foto: Cris Isidoro / Diadorim Ideias

Formada por 25 crianças e adolescentes entre 9 e 16 anos, a bateria-mirim da Ururau tem 15 dos pequenos ritmistas ao lado dos 70 da bateria principal, no desfile oficial do carnaval campista.  "A bateria-mirim nasceu de forma quase que espontânea. Nos intervalos de todos os ensaios da bateria, as crianças corriam para os instrumentos e tentavam imitar os adultos. Sempre percebi o esforço desses meninos e a vontade de aprender. Daí para a criação da bateria-mirim foi um pulo", explica o diretor de bateria, Carlos Eduardo da Silva Rodrigues, o Dudu Silva.

Os meninos ainda não desfilam no carnaval oficial com os instrumentos de percussão mais pesados, como o surdo, a caixa e o repique mas, nos ensaios, esses instrumentos já façam parte do "currículo" das crianças e adolescentes. Por enquanto, e até que cresçam e ganhem mais corpo, só o chocalho, agogô e o tamborim vão para a passarela, ao lado da esperança e da vontade de mudar a vida.

"Agora não fico mais à toa na rua. Vou à escola todos os dias e ensaio, às terças e quintas, na minha escola de samba", conta, alegre, Yuri Almeida Passos, de 11 anos.

 
Foto: Cris Isidoro / Diadorim Ideias


Serviço

Endereço: Rua Goitacazes, 110, Lapa
Telefone: (22) 9915 5750 (Jaime Ribeiro, presidente)

Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro Petrobras

Apple Store Google Play

Coordenação, Produção e Conteúdo    Diadorim ideias & comunicações